top of page

SEBRAE DISPONIBILIZA R$ 2 BILHÕES POR MEIO DO SEU FUNDO DE AVAL PARA OS PEQUENOS NEGÓCIOS

Já está disponível por meio do Fundo de Aval para a Micro e Pequena Empresa (Fampe) do Sebrae o aporte de R$ 2 bilhões para atender imediatamente pelo menos 1 milhão de empreendedores que precisa de crédito assistido. O anúncio ocorreu nesta segunda-feira (22), em Brasília, durante lançamento do Programa Acredita, do governo federal, na presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Trata-se de fato inédito no Sebrae, que terá a maior carteira de créditos garantidos e assistidos de sua história. Um trabalho que conta com o esforço de todo o Sistema Sebrae, incluindo os 26 estados e o Distrito Federal.

O empreendedor terá toda a assistência para que possa viabilizar o acesso a crédito de forma segura. Além de avalizar as operações de crédito junto às instituições financeiras, o Sebrae oferecerá orientações para que o proprietário de um pequeno negócio inicie a sua jornada ampliando sua consciência e segurança na obtenção de um empréstimo. Isto se dará por meio do Portal Crédito Consciente.

“Com o patrimônio de R$ 2 bilhões, o Sebrae vai garantir R$ 30 bilhões de crédito por meio das instituições financeiras para os pequenos negócios em todo o país. Esse valor representa tudo aquilo que alcançamos em 28 anos, para que possamos impulsionar o crédito para o empreendedorismo. Com a medida, estamos abrindo as portas das instituições financeiras para o público nesta sinergia”, acrescentou o presidente do Sebrae, Décio Lima.

Em seu discurso, Lima exaltou ainda os feitos do presidente Lula em prol do empreendedorismo, desde o seu primeiro governo, quando criou o Simples Nacional e a figura do Microempreendedor Individual (MEI). “É um presidente que acredita no brasileiro e que coloca o povo no orçamento. É por isso que mais de 60% das pessoas querem empreender”, destacou. O dirigente do Sebrae também ressaltou a importância do setor para a economia: “As MPE representam 95% dos negócios brasileiros e respondem por 55% dos empregos formais. Em 2023, foram responsáveis por oito em cada 10 vagas de trabalho criadas no país”.


(Fonte: Agência Sebrae/Foto: Freepik)

 

 

Comments


bottom of page