top of page

PROFISSIONAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE OS MAIS INTERESSADOS EM ESTUDAR IA


A expansão da Inteligência Artificial extrapolou o círculo da Tecnologia da Informação e tornou as ferramentas de IA acessíveis a profissionais de setores diversos. Atualmente, alguns segmentos vêm se aprofundando com mais ênfase no tema, e o Marketing é um deles. O setor apenas fica atrás de Desenvolvimento de Software, Finanças e Vendas, e à frente dos segmentos de Educação e Engenharia, aponta um levantamento realizado pela Alura com 63 mil participantes da “Imersão Inteligência Artificial”.

Para Paulo Silveira, CEO e cofundador da Alura, o relatório destaca que o caráter democrático da IA está sendo fundamental na formação de uma nova leva de profissionais. O CEO pontua que a tecnologia que extrapolou a ‘bolha dev’, e portanto, adquirir conhecimento sobre ela é essencial tanto para quem quer se manter atualizado na sua área, quanto para quem busca se realocar no mercado.

Outros dados coletados pela Alura endossam a narrativa do CEO. 66% dos entrevistados afirmam buscar conhecimento no assunto para entender como utilizar ferramentas de IA de forma proativa no trabalho. Um exemplo prático disso é a procura por uma melhor aplicação do ChatGPT, chatbot da Open AI, que explodiu recentemente e já tem o Brasil como o quinto país que mais o utiliza no mundo, de acordo com a Semrush.

Outra parcela, correspondente a 65% dos entrevistados, também apontou para um caminho de aprendizado. Membros deste grupo compartilham o desejo de aprender algo novo com a IA para aplicar na profissão, demonstrando que querem estar atualizados com as principais tendências do mercado e colocar verdadeiros diferenciais no currículo. Não à toa, 15% dos respondentes não estão empregados, porém continuam se debruçando sobre o tópico.

Entre os que vivem diariamente a correria do mundo corporativo, 55% dizem que estudam Inteligência Artificial com o objetivo de automatizar processos do trabalho, função que tem sido muito implementada na educação. Com o auxílio da tecnologia, as instituições de ensino passaram a ter mais eficiência operacional no dia a dia, inclusive com soluções de aprendizado personalizadas.

Finalmente, 46% dos respondentes querem aprender sobre o tema do zero e 31% visam criar seu primeiro projeto com a ferramenta. Isso mostra que as pessoas buscam conhecimento no tema ao verem a IA Generativa ganhar destaque em todos os lugares, criando a necessidade de tornar o tema acessível.


(Fonte: Mundo do Marketing/Foto: Freepik)

Comentários


bottom of page