top of page

COMO O VAREJO DEVE LIDAR COM A ONDA DE CALOR EXTREMO?



A MetSul Meterorologia divulgou, ontem (17), alerta para a onda de calor excepcional – com 40ºC a 45ºC e risco à vida – que atingirá grande parte do país esta semana e a próxima. O aumento das temperaturas se deve a uma massa de ar extremamente quente que vai cobrir o Brasil. As marcas serão extremas e vão superar os valores médios históricos de temperatura máxima em todas as cinco regiões, inclusive podendo quebrar recordes para o mês de setembro e talvez até absolutos.

“Já faz muito calor neste começo de semana no Centro-Oeste e no Sudeste, mas na segunda metade da semana a massa de ar se reforça ainda mais com temperatura atipicamente elevadas, mesmo calor intenso não sendo incomum nestas áreas do território nacional no mês de setembro. Trata-se de uma situação de elevado perigo pela severidade do calor esperado e que demandará atenção das autoridades”, afirmou a meteorologista Estael Sias, que é Mestre em Meteorologia pela Universidade de São Paulo e sócia-diretora da MetSul.

A temperatura estará perto ou acima de 40ºC no Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Distrito Federal, Rondônia, Amazonas, Pará, Tocantins, Bahia, Piauí e Maranhão. No entanto, em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul a previsão é de calorão acima dos 40ºC na maioria das cidades dos dois estados, especialmente na região do Pantanal e proximidades.

“Esta região do Centro-Oeste vai estar junto ao centro da grande cúpula de calor que estará concentrada entre o Paraguai e os estados do Mato Grosso do Sul e do Mato Grosso. Pontos destas áreas podem atingir marcas tão extremas como 43ºC a 45ºC nesta região do centro do domo de calor”, esclarece a especialista.

Calor atingirá níveis muito perigosos à saúde e à vida

De acordo com a MetSul Meteorologia, o nível de calor esperado para os próximos dias em muitas áreas do território brasileiro representará perigo à saúde e à vida. “O calor é um causador ‘silencioso’ de mortes, diferentemente do que ocorre com desastres pela chuva”, destacou a meteorologista. “O calor extremo é muito mais mortal do que outros desastres naturais, matando em média mais que o dobro de pessoas por ano do que furacões e tornados combinados, de acordo com dados monitorados pelo Serviço Meteorológico Nacional nos Estados Unidos”, registou ainda.

Diante da diante da onda intensa de calor, é preciso tomar algumas precauções, e o varejo pode colaborar com a saúde de seus funcionários e clientes. Confira algumas medidas para adotar durante este período de calor extremo no país:

1. Disponibilize água (de preferência, geladinha!)

Beber grande quantidade de líquidos é essencial para manter as pessoas hidratadas e a temperatura corporal normal. Então, facilite o acesso dos funcionários e dos clientes à água, preferencialmente, fresca. Agora, quer encantar e surpreender a clientela? Que tal oferecer um chá gelado?!

2. Dress code

É importante usar roupas folgadas e leves, pois roupas em excesso ou justas atrapalha o resfriamento adequado corpo. Então, flexibilize o uniforme da sua empresa, caso necessário, e oriente sua equipe a se vestir da melhor maneira para enfrentar a onda de calor.

3. Não se esqueça do protetor solar

A radiação solar não estará de brincadeira no período em que a massa de ar quente estiver sobre o país. Portanto, oriente o seu time e clientes a usar e abusar do protetor solar – no mínimo, FPS 15, com reaplicação a cada 2 horas – para evitar queimaduras na pele. As queimaduras solares afetam a capacidade do corpo de se refrescar. Ao ar livre, é necessário ainda usar chapéu – preferencialmente, de abas largas – e óculos de sol.

4. Ar-condicionado em dia

Com a temperatura tão alta, é importante ver se os equipamentos de ventilação, ar-condicionado e umidificação do ar estão em dia! Isso aumentará o conforto e o tempo do cliente dentro da loja.

5. Clique e retire e estacionamento

Os médicos alertam para os perigos de ficar dentro de veículos estacionados ao ar livre nestes dias de altas temperaturas. Então, o seu sistema de entrega, retirada e drive thru deve estar redondo, para evitar que as pessoas tenham algum mal-estar enquanto esperam pelos produtos. Também pode ser uma boa medida montar tendas na entrada e estacionamento da loja.

Trabalha com entregas? Então, cuide também do seu entregador! Ofereça bastante água, área ventilada e protegida do sol para esperarem o preparo dos produtos e, claro, acesso a banheiros limpos.

“Quando estacionado ao sol, a temperatura do carro pode subir mais de 10ºC em apenas dez minutos. Não é seguro, assim, deixar uma pessoa em um carro estacionado sob forte onda de calor mesmo que as janelas estejam abertas ou o carro esteja na sombra”, orienta profissionais de saúde da Mayo Clinic, localizada no Arizona (USA).

6. Reveja as atividades programadas

Em dias quentes, é preciso evitar esforço físico nas horas mais críticas – das 12hs às 16hs. Por isso, reorganize o planejamento das atividades para os próximos dias, deixando aquilo que exige esforço físico para dias e horários mais frescos.

7. Fique ligado aos sinais de mal-estar

Especialistas em saúde afirmam que o choque de calor é um dos maiores riscos, durante um período de temperatura muito alta. “É uma condição causada pelo superaquecimento do corpo, geralmente como resultado de exposição prolongada ou esforço físico em altas temperaturas. Essa forma mais grave de lesão por calor e insolação pode ocorrer se a temperatura do corpo subir para 40ºC ou mais e requer tratamento de emergência. A insolação grave ou choque de calor não tratados pode danificar rapidamente o cérebro, o coração, os rins e os músculos. O dano piora à medida que o tratamento é adiado, aumentando o risco de complicações graves ou morte”, apontam os médicos da Mayo Clinic.

Os sinais e sintomas da insolação incluem:

• Temperatura corporal central de 40ºC ou superior;

• Estado mental confuso ou comportamento alterado;

• Fala arrastada;

• Delírio;

• Convulsões e coma;

• Alterações na sudorese;

• Náusea e vomito;

• A pele mais avermelhada;

• Respiração rápida e superficial;

• O pulso atinge frequência cardíaca de corrida com aumento significativo. O estresse térmico coloca uma tremenda carga no coração para ajudar a resfriar seu corpo;

• Dores de cabeça com a percepção de latejar.

Atenção

Na insolação provocada pelo tempo quente, a pele ficará quente e seca ao toque. Já na insolação provocada por exercícios exagerados, a pele pode ficar seca ou levemente úmida.


(Fonte: VarejoSA/CNDL/Foto:Freepik)



Comments


bottom of page