Carlinhos Maia apresenta show de humor 'Mas, Carlos!' pela primeira vez no AP    Michele Maycoth interpreta sucessos de Maria Gadú em noite romântica no AP    Exposição 'Minha Aldeia' reúne fotografias inspiradas no cotidiano amapaense    Peça teatral amapaense vai narrar acontecimentos 19 anos depois do último livro de Harry Potter    Levantamento do G1 mostra variação de preço nas opções de transporte em Divinópolis; confira    Show de humor em Macapá leva histórias de ribeirinhos da Amazônia para o teatro    Sem dinheiro, venezuelanos acampam às margens de rodovia na fronteira do Brasil: 'aqui pelo menos temos comida'    Barracas de apoio aos romeiros começam a funcionar nesta sexta na BR-365 em Patos de Minas    Quilo do Pirarucu é vendido em Rondônia por R$ 9,36 no valor médio    Confira as vagas de emprego do Sine em Macapá para o dia 24 de julho    Com surto na região Norte, campanha contra o sarampo no AP começa em agosto    Polícia Civil de Juiz de Fora recebe denúncia de mais uma empresa que teve contêineres desviados    Segunda edição do ‘Encontro de Bateristas do Triângulo’ é nesta terça-feira em Uberlândia    Comissariado do AP fiscaliza embarque de menores para o Festival do Camarão no PA    Ceará tem 66 municípios com emergência reconhecida pelo Governo Federal    Laudo aponta praias impróprias para banho durante as férias em São Luís    Bombeiros combatem vários focos de incêndio no Distrito Industrial em Uberlândia; veja vídeo    Municípios de Rondônia se preparam para extinguir lixões a céu aberto    Ingressos para Campanha de Popularização Teatro e Dança de Juiz de Fora começam a ser vendidos    MPCE apura se há irregularidade em festa com concurso de 'saia mais curta'    Um ano após anúncio, videomonitoramento no Parque do Sabiá em Uberlândia segue sem conclusão    Mulher presa com droga na vagina em Macapá é solta após audiência de custódia    Corpo é encontrado em Araújos, MG    Guinness Book registra maior orquestra de viola do mundo durante evento em Uberlândia    Umidade relativa do ar pode chegar a 20% em cidades do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba    'Filme de terror', diz policial que resgatou animais abandonados em casa no Ceará    Céu nublado marca início da semana em cidades da Zona da Mata e Campo das Vertentes    Previsão é de névoa seca e céu nublado durante a semana no Centro-Oeste de MG    Rompimento de barreira no Rio Araguari causa problemas ambientais em Uberlândia    Prefeitos da região Centro-Oeste de MG se reúnem em Divinópolis para debater atraso no pagamento do Fundeb    Padre é atropelado por motorista embriagado perto de igreja em Juiz de Fora    Procon suspende atendimentos nesta terça e quarta para mudança de endereço em Araxá    Homem persegue esposa com facão após vítima voltar de festa familiar em RO    Quase dois anos após matar grávida e roubar bebê em Ituiutaba, quatro acusados aguardam julgamento    Homem é preso pela Polícia Civil por suspeita de envolvimento com roubos em Muriaé e região    10 mil pessoas foram indenizadas por invalidez após acidente de trânsito em 2018 no Ceará    Quatro pessoas são presas por tráfico de drogas em Porto Velho    Criminosos arrombam agência bancária em Uberaba e furtam dinheiro    Sine de Ji-Paraná oferta 16 vagas de emprego nesta segunda-feira, 23    Condutor de carro morre após bater em árvore na MG-285 em Piraúba

DIA DAS MÃES DEVE MOVIMENTAR 24 BILHÕES DE REAIS NO VAREJO; 78% DOS CONSUMIDORES PRETENDEM IR ÀS COMPRAS, MOSTRA PESQUISA CNDL/SPC BRASIL

Considerada pelos varejistas como a principal data comemorativa do primeiro semestre e a segunda melhor do ano em termos de faturamento, perdendo apenas para o Natal, o Dia das Mães deve aquecer as vendas pelos próximos dias. Levantamento feito em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revela que 78% dos consumidores devem realizar pelo menos uma compra no período — o dado fica bastante próximo dos 74% observados em 2018. Em números absolutos, a expectativa é de que aproximadamente 122,1 milhões de brasileiros presenteiem alguém este ano, o que deve movimentar uma cifra próxima de R$ 24,3 bilhões nos segmentos do comércio e serviços.

Ainda que a economia esteja longe de engatar uma recuperação mais consistente e o desemprego siga elevado, a pesquisa deste ano detectou um aumento de sete pontos percentuais na parcela de consumidores que pretendem desembolsar uma quantia maior na data: em 2018, apenas 19% dos consumidores acreditavam que iriam gastar mais com os presentes e agora, em 2019, o dado passou para 26% dos entrevistados. Outros 41% devem gastar a mesma quantia que em 2018, ao passo que 24% planejam gastar menos.

Dentre os que vão gastar mais, a maior parte (56%) alega que comprará um presente melhor para a mãe. Já 22% justificam com o aumento dos preços dos produtos e 18% vão comprar mais presentes, o que acabam resultando em um gasto maior.

Por outro lado, considerando os que vão colocar o pé no freio na hora dos gastos, 32% culpam o orçamento apertado no atual momento, 24% têm como objetivo economizar e 13% atribuem o gasto menor à economia instável do país. Há ainda 11% que afirmam estarem desempregados. “A despeito de todas as dificuldades econômicas que o pais atravessa, o brasileiro deverá ampliar os gastos no Dia das Mães, ainda que de forma tímida na comparação com o ano passado. As intenções de compra da data servirão de termômetro para o desempenho do comércio pelos próximos meses, principalmente, em um momento que o poder de compra das famílias continua sendo afetado pelo desemprego elevado e a renda achatada”, afirma o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior.

Roupas, calçados e acessórios devem ser os líderes de venda neste ano; consumidor vai desembolsar quase R$ 200 com presentes

A pesquisa ainda revela que no Dia das Mães deste ano, os produtos campeões de venda devem ser as roupas, calçados e acessórios (42%), perfumes (36%), cosméticos (23%) e chocolates (19%). O ranking ainda é formado por flores (15%), maquiagem (13%), ida a restaurantes (12%) e utensílios de cozinha (12%). Já os itens de tíquete médio mais elevado e, que pesam mais no orçamento, aparecem com menos força, como celulares (10%), eletrônicos (10%) e eletrodomésticos (8%).

Em média, cada cliente deve adquirir entre um e dois presentes e apenas 37% dos entrevistados vão consultar a presenteada para descobrir o que ela deseja ganhar. Em cada dez compradores, quatro (38%) devem gastar na faixa de R$ 75 a R$ 150 com os presentes. Já considerando a média total de gastos, o brasileiro deve desembolsar R$ 198,79, cifra superior à média constatada no ano passado, que era de R$ 152,98, o que representa uma alta de 24%, já descontada a inflação acumulada no período.

Os shopping centers, que reúnem diversas lojas e se destacam pela variedade de opções, despontam como o principal centro de compra do Dia das Mães deste ano: mais de um terço (34%) dos consumidores devem realizar a maior parte das compras nesse tipo de estabelecimento. A internet aparece na segunda colocação com 30%, seguida dos shoppings populares (18%) e das lojas de departamento (18%). Para os entrevistados, os fatores que mais pesam na escolha do local de compra são a atratividade do preço (52%), as promoções (40%) e a qualidade dos produtos (39%).

De acordo com o levantamento, os entrevistados têm a intenção de presentear não apenas as próprias mães (72%), como também as esposas (17%), sogras (16%), irmãs (11%), a mãe dos seus filhos (9%) e as avós (8%).

Para fugir do endividamento, 65% vão recorrer ao pagamento à vista, mas 37% vão às compras mesmo com contas em atraso

Outra constatação do estudo é que a maioria dos consumidores pretende não se endividar no Dia das Mães, dando preferência para o pagamento à vista (65%), sendo que em 45% dos casos o pagamento será em dinheiro e em 22%, no cartão de débito. O pagamento a prazo será escolha de quase metade (49%) dos entrevistados, sobretudo no cartão de crédito parcelado (25%) ou em parcela única também do cartão de crédito (18%). Entre os que dividirão as compras, a média será de quatro parcelas, isso significa que o consumidor só se verá livre desse compromisso em meados de setembro.

“Em um momento em que as pessoas estão inseguras em seus empregos, comprar o presente à vista em dinheiro pode ser uma boa alternativa para fugir do endividamento e evitar comprometer a renda no futuro”, orienta o educador financeiro do SPC Brasil, José Vignoli.

Sobre os cuidados com o orçamento, a pesquisa ainda sinaliza que muitos dos consumidores já extrapolaram o limite de endividamento: 37% dos entrevistados declararam ter atualmente alguma conta em atraso, percentual que sobe para 42% entre as pessoas da classe C, D e E e o público feminino.

Outro comportamento imprudente é que 34% das pessoas ouvidas admitem ter o costume de gastar mais do que podem para agradar as mães com presentes e 16% reconhecem que podem deixar de honrar algum compromisso financeiro para ir as compras neste Dia das Mães, um crescimento expressivo, uma vez que no ano passado, esse comportamento estava presente em apenas 6% dos entrevistados.

O educador financeiro José Vignoli alerta para o planejamento em datas comemorativas, para que o lado emocional não se sobreponha a realidade financeira do consumidor. “O gasto com o presente precisa caber no orçamento. Antes de sair para as compras é essencial que o consumidor analise suas contas e seus gastos básicos e defina com clareza o quanto pode gastar, dentro de uma análise realista. Para evitar que uma data comemorativa leve o consumidor ao descontrole das finanças e acabe virando motivo de preocupação, ele precisa ser um consumidor planejado”, orienta Vignoli.

Dois em cada dez consumidores vão dividir custo dos presentes com algum familiar, pesquisa de preço é prática adotada por 77% das pessoas ouvidas

A pesquisa ainda detectou que, em cada dez consumidores que vão gastar no Dia das Mães deste ano, dois (19%) devem recorrer a estratégia de dividir o valor das compras com alguma outra pessoa. O rateio será feito, principalmente, entre irmãos (36%), familiares (33%) e com o pai (26%). Aliviar o bolso em um momento de dificuldades econômicas é a principal razão para quem vai dividir o pagamento dos presentes com alguém próximo: 22% acreditam ser uma boa alternativa para reduzir os gastos, 18% justificam o preço elevado dos presentes e 17% estão sem dinheiro suficiente, mas não querem deixar de presentear.

Outra tática aliada para reduzir gastos é comparar marcas e os preços entre diferentes lojas. O estudo revela que a maioria (77%) dos consumidores pretende fazer pesquisa de preço neste ano, sobretudo as pessoas das classes C, D e E (79%) e o público feminino (81%). Os sites na internet deverão ser as principais fontes de pesquisa (62%), seguido dos shopping centers (51%). Ainda que as expectativas do mercado sejam de inflação controlada em 2019, mais da metade (55%) dos consumidores tem a percepção de que os preços dos presentes estão mais caros neste do ano do que em 2018.

“O recomendável é sempre evitar compras de última hora, pois na pressa acaba não sobrando tempo para pesquisar preços e analisar o orçamento. Ir às compras com calma e com tempo para pesquisar se o mesmo produto pode custar mais barato em uma loja concorrente incentiva compras mais saudáveis para o bolso. Nesses casos, a internet é uma grande ferramenta de pesquisa”, analisa Vignoli.

Metodologia

A pesquisa ouviu inicialmente 711 consumidores de ambos os gêneros, acima de 18 anos e de todas as classes sociais nas 27 capitais do país para identificar o percentual de pessoas com intenção de gastar no Dia das Mães. Para avaliar o perfil de compra, foram considerados 600 casos da amostra inicial. A margem de erro no geral é de 4,0 pontos percentuais, a um intervalo de confiança de 95%. Baixe a íntegra da pesquisa em https://www.spcbrasil.org.br/pesquisas

SPC Brasil - Há 60 anos no mercado, o SPC Brasil possui um dos mais completos bancos de dados da América Latina, com informações de crédito de pessoas físicas e jurídicas. É a plataforma de inovação do Sistema CNDL para apoiar empresas em conhecimento e inteligência para crédito, identidade digital e soluções de negócios. Oferece serviços que geram benefícios compartilhados para sociedade, ao auxiliar na tomada de decisão e fomentar o acesso ao crédito. É também referência em pesquisas, análises e indicadores que mapeiam o comportamento do mercado, de consumidores e empresários brasileiros, contribuindo para o desenvolvimento da economia do país.

CNDL – Criada em 1960, a CNDL é formada por Federações de Câmaras de Dirigentes Lojistas nos estados (FCDLs), Câmaras de Dirigentes Lojistas nos municípios (CDLs), SPC Brasil e CDL Jovem, entidades que, em conjunto, compõem o Sistema CNDL. É a principal rede representativa do varejo no país e tem como missão a defesa e o fortalecimento da livre iniciativa. Atua institucionalmente em nome de 500 mil empresas, que juntas representam mais de 5% do PIB brasileiro, geram 4,6 milhões de empregos e movimentam R$ 340 bilhões por ano.

0
0
0
s2smodern

NOTÍCIAS

Mais Lidas

CDL PARTICIPA DE ENCONTRO COM PRESIDENCIÁVEL

on 08 Julho 2018
CDL PARTICIPA DE ENCONTRO COM PRESIDENCIÁVEL

O diretor Comercial da CDL São Luís, Marcelo Rezende, representou a entidade no evento que recebeu o pré-candidato do partido NOVO à presidência da República, João Amoêdo, na última terça-feira...

CDL CONVOCA LOJISTAS PARA REUNIÃO

on 08 Julho 2018
CDL CONVOCA LOJISTAS PARA REUNIÃO

A CDL São Luís realiza na próxima segunda-feira (25), às 18h30, uma reunião com proprietários e representantes de empresas instaladas na segunda quadra da Rua Grande. O encontro terá a...

ESOCIAL: PUBLICADA NOVA VERSÃO DO MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA O EMPREGADOR E DESENVOLVEDOR

on 08 Julho 2018
ESOCIAL: PUBLICADA NOVA VERSÃO DO MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA O EMPREGADOR E DESENVOLVEDOR

A CAIXA publicou a nova versão do Manual do Empregador e do Desenvolvedor (v.3.0). O manual tem por objetivo apresentar a nova solução sistêmica e operacional para a consulta e...

62% DOS BRASILEIROS DEVEM IR ÀS COMPRAS NO DIA DOS NAMORADOS, PROJETAM SPC BRASIL E CNDL

on 08 Julho 2018
62% DOS BRASILEIROS DEVEM IR ÀS COMPRAS NO DIA DOS NAMORADOS, PROJETAM SPC BRASIL E CNDL

Importante data do calendário lojista, o Dia dos Namorados deve levar 62% dos brasileiros às compras. A partir de uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil)...

VENDAS A PRAZO NO DIA DOS PAIS SE MANTÊM ESTÁVEL, COM VARIAÇÃO DE -0,10% EM RELAÇÃO A 2017, APONTAM CNDL/SPC BRASIL

on 15 Agosto 2018
VENDAS A PRAZO NO DIA DOS PAIS SE MANTÊM ESTÁVEL, COM VARIAÇÃO DE -0,10% EM RELAÇÃO A 2017, APONTAM CNDL/SPC BRASIL

As vendas a prazo no Dia dos Pais se mantiveram estável, com variação de -0,10% na comparação com o mesmo período do ano passado. É o que apontam os dados...

NA INTERNET, NEM TUDO É O QUE PARECE SER

on 15 Agosto 2018
NA INTERNET, NEM TUDO É O QUE PARECE SER

Para enganar usuários, são construídas muitas páginas idênticas ou parecidas com as de sites de marcas tradicionais, plataformas de venda e serviços online e portais de notícias reconhecidos. O site...

PLENÁRIA DA CDL ABORDOU CONCILIAÇÃO

on 16 Agosto 2018
PLENÁRIA DA CDL ABORDOU CONCILIAÇÃO

A Câmara de Dirigentes Lojistas de São Luís (CDL) recebeu nesta quarta-feira (15), o juiz Alexandre Abreu, do Núcleo de Solução de Conflitos do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA),...

ENTIDADES EMPRESARIAIS VÃO OUVIR CANDIDATOS AO GOVERNO DO MARANHÃO

on 24 Agosto 2018
ENTIDADES EMPRESARIAIS VÃO OUVIR CANDIDATOS AO GOVERNO DO MARANHÃO

  Entidades empresariais representativas do comércio, serviços, turismo, indústria e agricultura do Maranhão vão receber os postulantes ao governo estadual, no Encontro da Classe Empresarial com os Candidatos a Governador,...

PARA EMPRESÁRIOS, REDUÇÃO DE IMPOSTOS E JUROS DEVE SER PRIORIDADE DO PRÓXIMO GOVERNO, APONTAM CNDL/SPC BRASIL

on 28 Agosto 2018
PARA EMPRESÁRIOS, REDUÇÃO DE IMPOSTOS E JUROS DEVE SER PRIORIDADE DO PRÓXIMO GOVERNO, APONTAM CNDL/SPC BRASIL

Os empresários dos setores de varejo e serviços estão otimistas com a economia para 2019, quando o país terá um novo presidente. Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes...

46% DOS INADIMPLENTES NÃO ACREDITAM QUE VÃO CONSEGUIR PAGAR DÍVIDA NOS PRÓXIMOS TRÊS MESES, APONTAM CNDL/SPC BRASIL

on 29 Agosto 2018
46% DOS INADIMPLENTES NÃO ACREDITAM QUE VÃO CONSEGUIR PAGAR DÍVIDA NOS PRÓXIMOS TRÊS MESES, APONTAM CNDL/SPC BRASIL

O Brasil saiu da recessão, mas os efeitos da crise seguem impactando o bolso do cidadão brasileiro. Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço...

EMPRESÁRIOS OUVEM CANDIDATOS AO GOVERNO

on 06 Setembro 2018
EMPRESÁRIOS OUVEM CANDIDATOS AO GOVERNO

As entidades empresariais do comércio de bens, serviços, turismo e indústria do Maranhão realizaram nesta terça-feira (4), o Encontro Empresarial com os Candidatos a Governador do Maranhão. O evento, que...

EM JULHO, 19% DOS BRASILEIROS TIVERAM CRÉDITO NEGADO AO TENTAREM COMPRAR A PRAZO

on 10 Setembro 2018
EM JULHO, 19% DOS BRASILEIROS TIVERAM CRÉDITO NEGADO AO TENTAREM COMPRAR A PRAZO

Em meio ao cenário de alta da inadimplência e de desemprego elevado, o consumidor brasileiro tem encontrado dificuldades para comprar a prazo. Dados do Indicador de Uso do Crédito apurado...